Três prefeitos do ES são alvos de golpistas do Whatsapp em uma semana Três prefeitos do ES são alvos de golpistas do Whatsapp em uma semana

Os golpistas de Whatsapp estão de olho em prefeitos do Espírito Santo. Só nesta semana, três casos envolvendo chefes de executivos municipais foram registrados pela polícia. O prefeito Ângelo Antônio Corteletti (Brizola), de Águia Branca, região Noroeste do Estado, é vítima mais recente do golpe.

Ele informou, por meio de uma rede social, que teve o celular clonado. Outros dois prefeitos, de Anchieta e Santa Teresa, tiveram o mesmo problema.

Brizola disse que estava na prefeitura e o celular ficou três horas fora de área e seus contatos receberam uma mensagem através do aplicativo de mensagens do WhatsApp.

Na publicação, o prefeito informou que só percebeu a situação quando foi questionado pelas pessoas e procurou a Polícia Civil para fazer o registro da ocorrência.

Brizola pediu para que as pessoas que recebessem as mensagens deveriam desconsiderá-la, e não repassar qualquer informação. O conteúdo da mensagem não foi informado pelo prefeito. A reportagem tentou, mas não conseguiu falar com Brizola.

A Polícia Civil de Águia Branca confirmou o registro da ocorrência, mas informou que não poderia fornecer mais detalhes, já que o delegado havia encerrado o expediente.

Prevenção

A orientação da polícia para se prevenir deste golpe é fazer a atualização de segurança do Whatsapp, chamada de verificação em duas etapas. O passo a passo é o seguinte:

Abra o app do WhatsApp;

Acesse as "Configurações" do app;

Toque na opção "Conta";

Toque na opção "Verificação em duas etapas" e clique no botão "Ativar".

 Informe uma senha numérica de 6 dígitos, e repita a digitação.

 É possível informar uma conta de e-mail para a recuperação da senha, mas é uma etapa opcional. Mas se não for cadastrada uma conta de e-mail para recuperação e a senha for perdida, a conta do WhatsApp não poderá ser cadastrada novamente e ela será perdida definitivamente.

A polícia explicou que ao fazer esse procedimento, mesmo que alguém clone o chip, a pessoa não terá acesso a essa senha. Quem for vítima deste golpe deve procurar a DRCE para fazer o registro de ocorrência. "Alguns casos já estão em investigação pela delegacia, mas não passaremos mais detalhes para não prejudicar as investigações", afirmou Dematté.

 

 

 

Voltar ao Topo

COMPARTILHAR