Suspensão de benefício do INSS Suspensão de benefício do INSS
Mais de 125 mil aposentados e pensionistas do Estado podem deixar de receber o benefício do INSS a partir de março. 
 
Esse é o número de beneficiários que ainda não fizeram o recadastramento anual, obrigatório para não ter o pagamento suspenso.
 
O prazo-limite é até o dia 28 de fevereiro, para quem não fez no mês de aniversário. O recadastramento serve para comprovar que o beneficiário está vivo. 
Todos os anos, aposentados e pensionistas de todo o Brasil, que recebem seu benefício em conta-corrente, conta poupança ou cartão magnético, precisam procurar uma agência bancária para atualização dos dados cadastrais. 
 
Segundo a gerente executiva do INSS, Rose Tristão, o procedimento tem o objetivo de evitar fraudes no pagamento do benefício.
 
"É um procedimento que tem por objetivo dar mais segurança ao cidadão e ao Estado, evitando pagamentos indevidos, evitando fraude. É um procedimento que é instituído há muitos anos que tem esse objetivo de dar mais segurança", explica.
 
O beneficiário deve ir ao banco com um documento oficial de identificação com foto, comO carteira de identidade, carteira de trabalho ou a CNH. Não há necessidade de procurar uma agência do INSS.
Voltar ao Topo

COMPARTILHAR