Ministério Público vai ouvir 65 pessoas ainda este mês em Vargem Alta-ES Ministério Público vai ouvir 65 pessoas ainda este mês em Vargem Alta-ES!

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Vargem Alta, notificou 65 pessoas para serem ouvidas ainda este mês dentro da chamada Operação Depuração. O objetivo é averiguar todas as pessoas e empresas contempladas com licenças ambientais consideradas suspeitas pelo Parque.

A Operação Depuração, que foi deflagrada no final de fevereiro, busca esclarecer e aprofundar investigações relacionadas a crimes e irregularidades da gestão anterior da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vargem Alta. As investigações mostram que servidores públicos utilizaram os cargos para atender a interesses privados, apropriando-se de valores relativos a taxas de licenciamento ambiental.

Foram cumpridos, com o apoio da Polícia Militar e Polícia Civil, sete mandados de busca e apreensão; dois de prisão preventiva, de Altair Franco de Moraes e Maria Aparecida da Silva; e três de prisão temporária, de Robson de Oliveira Cleto, Bruno Onhas Pereira e Aldy Antônio Pizetta Júnior. Os envolvidos responderão ainda por associação criminosa, peculato e advocacia administrativa. Além do afastamento do secretário de Administração, o MPES também pediu a indisponibilidade dos bens de todos os envolvidos.

Após a inclusão de novos elementos, surgidos a partir do interrogatório de suspeitos e testemunhas, que apontaram para a participação dos investigados em atos de fraude processual, supressão de documentos e aliciamento de testemunhas, as prisões temporárias foram convertidas pela Justiça em preventivas, do dia 02/03. Assim, os cinco investigados encontram-se presos.

Voltar ao Topo

COMPARTILHAR