Justiça bloqueia bens e até R$ 9 milhões de padres e bispo Justiça bloqueia bens e até R$ 9 milhões de padres e bispo !
A pedido do Ministério Público, a Justiça de Goiás determinou a penhora online de até R$ 9 milhões das contas bancárias de nove réus investigados no âmbito da Operação Caifás, que apura desvios de recursos de doações, taxas e serviços prestados por igrejas do Entorno do Distrito Federal. Entre eles, padres e o bispo de Formosa, dom José Ronaldo.
A decisão é do juiz Fernando de Oliveira Samuel, da 2ª Vara Criminal de Formosa. Além disso, o magistrado autorizou a quebra dos sigilos fiscal, referente aos exercícios de 2014 a 2018 dos mesmos alvos, e bancário, de 1º de janeiro de 2015 a 23 de março deste ano, de sete suspeitos do integrar o esquema criminoso. A mesma medida deve ser tomada em relação a Tiago Wenceslau, só que entre 1º de julho de 2017 a 23 de março de 2018.
Além do bispo dom José Ronaldo, quatro padres e um monsenhor foram presos. Os recursos eram provenientes de dízimos, doações, taxas oriundas de batismos e casamentos, além de arrecadações vindas dos fiéis para a realização de festas religiosas. Ao todo, os policiais cumpriram 13 mandados de prisão e 10 de busca.
Voltar ao Topo

COMPARTILHAR